“Brassaï, Paris La Nuit” chega a Belo Horizonte!!!

  Como disse antes, eu passaria a comentar e escrever mais focado em iphonegraphya. No entanto ao abrir minha caixa postal, me deparo com uma nota anunciando a exposição de Brassaï em Belo Horizonte. Esta exposição já rodou por outros espaços no Brasil, mas é uma ótima notícia para um começo de ano, assim não resisti, e cá estou a falar um pouco deste mestre que, segundo Henry Miller,  “Era como uma coruja, um profissional que levantava ao por do sol e não retornava para casa antes do amanhecer.”
Brassai (1889-1984), húngaro com alma francesa, na verdade se chamava Gyula Halász, começou a assinar seus trabalhos com o pseudônimo Brassaï em 1932 em Paris, em homenagem a sua cidade natal “Brassó”, uma cidade Romena então sob domínio austro-húngaro.
Traçou seu perfil de observador do cotidiano parisiense, característica que incentivou em seu trabalho o consórcio entre a sensibilidade social, a provocação surrealista e o senso estético. Brassai havia conseguido combinar realidade e ficção em uma única imagem, sempre buscando a intensidade do momento.


Apaixonado por Paris e pela noite, costumava dizer: “A noite sugere, não ensina. A noite nos encontra e nos surpreende por sua estranheza; ela libera em nós as forças que, durante o dia, são dominadas pela razão.“ Um anjo do olhar a espera de almas noturnas para contar suas histórias.
De acordo com a curadora da exposição, Agnes de Gouvion, mesmo que sua vida tenha se estirado ao longo de suas publicações, Brassaï tinha consciência da obra imensa que realizou. Henry Miller, que o apelidara de “O olho de Paris”, resumia assim seu amigo: “Bastavam poucas horas ao lado dela para ter a impressão de estar sendo levado para uma grande peneira que guarda um pouco de tudo o que contribui para exaltar a vida”.
Aproveito para recomendar um livro encantador, escrito por Brassai,   “Proust e a Fotografia” (Gallimard, 1997 /Jorge Zahar, 2005). Tempos atras, li um texto de Juan Esteves, onde dizia  que era um livro para se ler “em uma sentada”. Eu o li dentro da própria livraria, numa tarde chuvosa, mas claro o levei para casa. Recomendo, de olhos bem abertos..rs


Ficha técnica da Exposição:
Curadoria: Agnès de Gouvion Saint-Cyr/ Delegação Geral da Aliança Francesa no Brasil
Realização: Aliança Francesa de Belo Horizonte e Oi Futuro Belo Horizonte
Produção: Delegação Geral da Aliança Francesa no Brasil
Apoio: Embaixada da França
Patrocínio: Oi Futuro Belo Horizonte, Câmara de Comércio França-Brasil, Société Générale, UTE Norte Fluminense e Total
Serviço:
Exposição BRASSAÏ, PARIS LA NUIT
Data: de 18 de janeiro a 01 de abril  de 2012
Horarío: terça a sábado, de 11 às 21h e domingo, de 11 às 19h
Local: Galeria de Artes Visuais do Oi Futuro – (Av. Afonso Pena, 4001 – Mangabeiras
Informações: tel: 31 3229-3131
Entrada Franca


Um Comentário

  1. Publicado 20 jan ’12 em 19:43 | Permalink

    When I saw this web site having remarkable featured YouTube movies, I decided to watch out these all movies.

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído. Campos obrigatórios estão marcados com *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>